Porto Feliz, Itu e Salto

Roteiro educativo pelas cidades de Porto Feliz, Itu e Salto.

Porto Feliz 

Em 1693, nas terras de Antônio Cardoso Pimentel, um povoado começou a se formar junto à margem esquerda do Rio Anhemby (atual Tietê), num ponto distante, localizado a pouco mais de 100 Km de São Paulo. O local era conhecido como “Araritaguaba” (lugar onde as araras comem areia) – nome dado pelos índios guaianazes que habitavam a região, em virtude da freqüência com que bandos dessas aves bicavam um salitroso paredão ali existente. Posteriormente, em 1797, o local foi elevado ao status de município e recebeu o nome de Porto Feliz.
No século XVIII, partiriam da cidade as famosas monções – expedições comerciais e científicas. Todos se aventuravam pelo grande manancial, repleto de perigosas corredeiras e obstáculos, rumo ao desconhecido oeste.

Itu

A pequena capela construída por Domingos Fernandes, sob invocação de Nossa Senhora da Candelária, deu origem a povoação de Itu que durante muito tempo foi local de parada e de partida de bandeirantes e monçoeiros em busca do sertão.
Em 1860 ocorreu uma grande crise no mercado internacional do açúcar. O plantio da cana entrou em decadência causando com o tempo um conflito entre os fazendeiros ituanos e o Governo Imperial. Esse fato fez crescer em Itu o Movimento Republicano que resultou, em 1873, na realização da Primeira Convenção Republicana do país. Início da propaganda republicana com a criação do Partido Republicano Paulista. Por isso Itu é chamada de “Berço da República”.

Salto

A região onde a cidade de Salto está inserida é uma das pioneiras no processo de penetração do território desde a segunda metade do século XVI. Registros históricos dão conta da presença de uma aldeia dos índios guaianás ou guaianazes.
Pelo município passa um dos trechos mais acidentados do rio Tietê, considerado o indicador natural de caminhos para exploradores, missionários e autoridades coloniais. No século XX, todos viajantes que passavam pelas cidades de São Paulo e Itu e vinham a “Salto de Itu” para ver a cachoeira. O imperador D. Pedro II visitou a cachoeira por duas vezes.
A cidade se chama Salto devido a esta cachoeira. Este mesmo acidente geográfico também deu o nome à cidade vizinha de Itu, que em tupi-guarani significa “salto”. A cidade chamou “Salto de Itu” até 1917, quando fora tirado o aposto Itu do nome de nossa cidade. Desde o início, indicador natural de caminhos para exploradores, missionários e autoridades coloniais.

Temas estudados
História, Geografia, Ciências, Biologia e Artes

Entre em contato conosco


Horário de funcionamento:

Seg-Sex 9h - 18h

Tel:

(19) 3288-0828

(19) 3212-2010

Endereço:

Rua Luís Otávio, 201

Taquaral, Campinas/SP

CEP 13087-018

e-mail: contato@universoludico.com.br